Aposentadoria por Tempo de Contribuição: Benefício devido ao cidadão que comprovar o tempo total de 35 anos de contribuição, se homem, ou 30 anos de contribuição, se mulher.

Aposentadoria Especial: Benefício para o cidadão que trabalha exposto a agentes nocivos à saúde.

Aposentadorias por Idade Urbana: Benefício devido ao cidadão que comprovar 15 anos de contribuição ao INSS,  além da idade mínima de 65 anos, se homem, ou 60 anos, se mulher.

Aposentadoria Rural: Quem trabalhou durante 15 anos em atividades ligadas a zona rural ( lavoura e pesca), mesmo que sem registro em CTPS ou pagamento de carnê, e possui idade mínima 65 anos para homens e, 60 anos para mulheres.

Aposentadoria da pessoa com deficiência por idade: Benefício devido ao cidadão que comprovar o mínimo de 180 contribuições realizadas exclusivamente na condição de pessoa com deficiência, além da idade de 60 anos, se homem, ou 55 anos, se mulher.

Aposentadoria por Invalidez: Devido ao cidadão incapaz de trabalhar de forma permanente e que não possa ser reabilitado em outra profissão.

Aposentadoria da pessoa com deficiência por tempo de contribuição: Benefício devido ao cidadão que comprovar o tempo de contribuição necessário, conforme o seu grau de deficiência. Deste período, no mínimo 180 meses devem ter sido trabalhados na condição de pessoa com deficiência.

Aposentadoria por tempo de contribuição do professor:  É preciso comprovar 30 anos de contribuição, se homem, ou 25 anos, se mulher, exercidos em funções de magistério na Educação Básica.

Auxílio-Acidente: Benefício de natureza indenizatória pago em decorrência de acidente que reduza permanentemente a capacidade para o trabalho.

Auxílio-doença: Devido ao segurado que comprove estar temporariamente incapaz para o trabalho.

Auxílio-Reclusão: Benefício devido apenas aos dependentes do segurado do INSS preso em regime fechado ou semiaberto, durante o período de reclusão ou detenção. O segurado não pode estar recebendo salário, nem outro benefício do INSS.

Pensão por Morte: Pago aos dependentes do segurado que falecer ou, em caso de desaparecimento, tiver sua morte declarada judicialmente.

Salário-Maternidade: Benefício devido a segurada que se afasta de sua atividade, por motivo de nascimento de filho, aborto não criminoso, adoção ou guarda judicial para fins de adoção.

Benefício Assistencial ao Idoso: Garantia de um salário-mínimo mensal  ao idoso com 65 anos ou mais e  baixa renda. Não exige contribuição.

Benefício assistencial  à pessoa com deficiência: Garantia de um salário-mínimo mensal à pessoa com deficiência e baixa renda. Não exige contribuição.

Aposentadoria hibrida: Esta modalidade de aposentadoria é um benefício devido aos segurados da Previdência Social, destinado ao trabalhador rural e urbano, quando completar os 65 anos de idade, se homem e 60 anos, se mulher. Além do requisito etário, o trabalhador deverá ter pelo menos 15 anos de carência (180 meses), ou seja, comprovar que a atividade rural junto com a urbana (que exige contribuições ao INSS) somam 180 ou mais meses.

A aposentadoria por idade híbrida foi criada pela Lei 11.718 de 2008 para os trabalhadores rurais que migraram para a cidade e não possuem período de carência suficiente para a aposentadoria existente dos trabalhadores urbanos e rurais. na modalidade híbrida o segurado pode ter trabalhado no âmbito rural, sendo que este período poderá ser computado para fins de carência (art. 48, §3º da Lei 8.213/91).

%d blogueiros gostam disto: